Entre em contato com um de nossos especialistas!

Examinador de trânsito particular garante os direitos dos condutores em disputas com seguradoras

Peritos particulares também são fundamentais em demais processos judiciais envolvendo colisão de veículos

Caso não seja acompanhado de lesão física grave, o susto e a frustração provocadas por uma colisão de veículos pode ser só o começo das dores de cabeça para o condutor. Para minimiza-las, o primeiro passo é contratar um examinador de trânsito particular.
A magnitude dos prejuízos materiais e financeiros ocasionados por acidentes de carros trazem consigo quase sempre conflitos de interesses entre as partes envolvidas – conflitos estes cujas resoluções demandam a presença de um perito de trânsito experiente.
Acidentes de automóvel serão sempre acompanhados de discussões sobre quem foi o responsável por aquele acidente e quais são as contrapartidas plausíveis a serem entregues pelas partes envolvidas ou um terceiro – como uma seguradora, por exemplo.

Examinador de trânsito garante os direitos do consumidor em disputas contra seguradoras

No meio da reparação automotiva a prática de sugerir minimizações na hora de constatar danos nos veículos segurados por parte do perito de seguros é bastante conhecida.
Isso acontece por conta de um empenho intencional das seguradoras de veículos em evitar terem de arcar com casos de ‘perda total’ – que se configuram tecnicamente quando o orçamento de reparação do automóvel ultrapassa 75% de seu valor.
Essa prática impacta significativamente a segurança do automóvel reparado e, por conseguinte, lesa o condutor do veículo – ao incentivar que a oficina mecânica recorra a peças não originais para baratear o conserto.
Nesse contexto, a contratação de um perito de trânsito particular se faz indispensável – afinal, esse examinador de trânsito de conhecimento técnico comprovado irá realizar uma análise minuciosa em relação aos danos sofridos pelo veículo.
Esse exame será documentado de forma conclusiva em um laudo pericial pelo examinador de trânsito – laudo que servirá de prova material em caso de disputa jurídica.
Vale voltar a ressaltar, que um veículo diagnosticado como ‘perda total’ não necessariamente estará permanentemente inutilizado.
O que acontece, é que danos em partes estruturais como longarinas, caixas de roda e colunas devem ter as peças substituídas por outras novas em um procedimento de reparo executado de acordo com o que é definido pelo fabricante – elemento que encarece o conserto.
Ao perito de trânsito particular caberá, portanto, não apenas o diagnóstico dos danos sofridos pelo carro – mas também garantir que ele seja reparado da maneira mais segura e completa possível, tendo, para tanto, de confrontar muitas vezes os interesses da seguradora.

A importância do perito de trânsito particular como assessor técnico em processos judiciais

Choques envolvendo dois condutores de veículos, por exemplo, sempre trarão discussões sobre quem foi o responsável por aquele acidente.
Essa dinâmica de ‘disputa argumentativa’ termina, muitas vezes, em disputas judiciais nas quais caberá ao juiz julgar e estabelecer as indenizações a serem pagas por um dos condutores, bem como outras penas mais graves como multas e até detenções.
Nesses cenários em que os tribunais são acionados, é fundamental que o condutor contrate um perito de trânsito particular para auxiliar seu advogado com as questões técnicas envolvendo o acidente.
Esse examinador de trânsito, na função de assessor técnico do advogado, terá o papel de fiscalizar e apresentar o contraditório à linha de análise do perito indicado pelo poder judiciário.
Vale salientar, que esse perito de trânsito particular seguirá os preceitos da técnica e da honestidade – tal como o profissional indicado pelo poder judiciário.
Diferente do segundo, no entanto, ele terá um contato mais direto com a parte contratante e fará questão de checar cada um dos detalhes apresentados nos relatos deste condutor – a fim de sugerir a verificação de evidências que deem suporte a esse relato e/ou apontar negligências presentes no laudo pericial apresentado pelo perito indicado pelo juiz.
No compilado de suas atribuições, podemos afirmar que a esse examinador de trânsito particular no papel de assessor técnico caberá:

  • Sugerir e assessorar a elaboração de quesitos que a parte irá apresentar;
  • Apresentar críticas e contrapontos de maneira pertinente em relação ao trabalho do perito judicial designado;
  • Identificar pontos não explorados pelo perito judicial designado e solicitar que o advogado apresente quesitos suplementares para melhor cobertura do assunto tratado – quesitos esses que podem ser cruciais ao andamento do processo;
  • Apresentar uma crítica detalhada e minuciosa ao laudo do perito judicial para seu advogado, indicando-o possíveis pontos a serem contestados;
  • Usar sua experiência para identificar erros de cálculos no laudo do perito judicial designado, bem como levantar pontos omitidos e/ou distorções de fatos.

Trabalho do examinador de trânsito é importante mesmo antes da formalização da ‘disputa’

Como dissemos anteriormente nesse texto, a magnitude significativa dos prejuízos causados às partes envolvidas em um acidente de trânsito causa – em geral – um cenário de disputa e conflitos de interesse.
Essa disputa intrínseca aos acidentes, porém, não necessariamente tem de ser formalizada judicialmente.
Os altos custos burocráticos da justiça brasileira aumentam a importância da contratação de um examinador de trânsito com alto conhecimento técnico – e experiência judicial – antes mesmo de recorrer à justiça.
Isso porque esse perito de trânsito particular irá analisar o caso de maneira aprofundada, levantando evidências que possam dar ao condutor lesado uma margem de segurança quanto suas chances de vitória no processo.
Além disso, o perito de trânsito saberá projetar antecipadamente as contrapartidas e indenizações a serem recebidas por essa ‘vítima’, de modo que ela possa mensurar racionalmente a relação custo-benefício em caso de abertura de processo sobre o ocorrido.
Outra função fundamental do perito de trânsito particular contratado na fase pré-judicial é a ‘montagem’ de um case concreto e previamente checado por parte do condutor e seu advogado.
Afinal, muitos condutores que recorrem à justiça perdem seus processos mesmo tento ‘razão’ por embasarem seus relatos em argumentos inconsistentes provenientes de sua falta de conhecimento técnico do tema e da instabilidade emocional gerada pelo acidente.
Os argumentos apresentados logo na abertura de processos de responsabilização por acidentes de trânsito são fundamentais – pois eles indicam as ‘principais áreas’ a serem investigadas pelo perito de trânsito indicado pelo poder judiciário.
Nos casos em que esses argumentos e ‘pistas’ iniciais não sejam confirmados por esse profissional, a chance do juiz dar o veredito em favor da outra parte cresce dignificativamente.
Ao contratar um perito de trânsito particular, um examinador de trânsito experiente, o condutor garantirá que os pontos oferecidos à justiça no momento da abertura do processo serão confirmados pela perícia judicial.



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende