Entre em contato com um de nossos especialistas!

Perícia de trânsito é indispensável nas disputas judiciais envolvendo acidentes

Alguém bateu no seu carro por ter ignorado a placa PARE, mas insiste que é você quem estava errado. E agora? É a sua palavra contra a dele? Absolutamente não. São para casos como esse que a perícia de trânsito é a melhor ferramenta de resolução.

Embora batidas entre carros e atropelamentos sejam definidos pelo senso comum como ‘acidentes’, é a perícia de trânsito que avaliará as reais causas daquela colisão – definindo se o ocorrido era realmente inevitável ou se foi fruto da imprudência ou da imperícia de um dos condutores.

Elementos como marca de frenagem, análise topográfica, sinalização (faixa de pedestres, semáforos, placas), testemunhas – dentre muitos outros – embasam a análise técnica e interpretativa de evidências contidas na perícia de acidentes de trânsito.

Na maioria das vezes, a perícia de trânsito é o fator decisivo entre uma decisão judicial favorável ou desfavorável ao solicitante, por isso contar com um laudo prévio para decidir pela abertura ou não do processo é fundamental.

Afinal, sem uma análise assertiva – feita por um profissional especialista em perícia de acidente, é muito comum que os envolvidos, fragilizados emocionalmente, apontem questões imprecisas como sendo causas do ocorrido.

Havendo qualquer indício de contradição entre o relato dos envolvidos – chamado de prova oral, e as provas produzidas pela perícia de trânsito dos profissionais do estado, a prova oral é imediatamente rejeitada pelo juiz.

Portanto, para que se possa recorrer judicialmente por ocorridos dessa natureza, é fundamental que aquele que se sentiu lesado busque a ajuda e o amparo de um profissional capacitado para realizar a perícia de trânsito.

 

blog.cleberoperito.com.br

Questões analisadas na perícia de trânsito

No início desse texto, citamos algumas das questões analisadas pelo especialista em perícia de acidente de trânsito na hora de identificar as causas do ocorrido a fim de coletar provas que possam embasar o caso antes de apresenta-lo ao judiciário.

Neste tópico, apresentaremos em detalhes oito dos principais elementos que certamente estarão presentes nessa perícia de trânsito.

1 – Depoimentos de testemunhas

Muitas vezes a coleta de testemunhos daqueles que viram o acidente é o melhor ponto de partida para uma perícia de trânsito. A partir desses relatos, o profissional pode desenhar um croqui e iniciar sua investigação pela checagem da acurácia e veracidade dos pontos indicados pelas testemunhas ouvidas.

2 – Sinalização prejudicada

Você sabia que o condutor é a causa principal do ‘acidente’ em mais de 90% dos casos? Em muitas dessas vezes, a perícia de trânsito irá identificar cenários em que o erro foi induzido pelo fato da sinalização do local não estar em situação ideal para que o condutor a perceba.

Exemplos disso são placas e semáforos desgastados ou encobertos por árvores, no caso das sinalizações verticais, e faixas de pedestres e indicações de ‘Pare’ com pintura apagada – no caso das horizontais.

3 – Evidências físicas dos veículos

O termo ‘perito’ por si só já indica a profundidade de especialidade responsável por realizar a perícia de trânsito. Nesse contexto, o profundo conhecimento do profissional o permite visualizar cenários a partir da observação de deformações na lataria.

A altura em que o dano está localizado, a presença de riscos acompanhados de vestígios de tinta contidos contidos na pintura e a direção de determinados afundamentos podem indicar – respectivamente, a altura do veículo com que o carro analisado que se chocou, sua cor e de que direção ele veio.

Além das evidências deixadas no carro, peças e resíduos deixados por esses automóveis no asfalto também têm importância na perícia de acidente de trânsito.

4 – Idade da avaria

Nem todos os arranhões e amassados na lataria do carro têm de ser, necessariamente, fruto daquele acidente analisado. Eles podem ter sido provenientes de má conservação e acontecimentos anteriores.

Para isso – em caso de suspeita, a perícia de trânsito utiliza exames laboratoriais para verificar a ‘idade’ da avaria do veículo.

5 – Rastro do pneu

A maioria dos acidentes de colisão são antecedidos por uma frenada brusca – dinâmica que invariavelmente deixa suas marcas no asfalto por conta dos rastros de borracha queimada deixados pelo pneu.

Esse é um dos elementos mais observado pela perícia de acidente de trânsito que, a partir dele, calcula a velocidade do veículo no instante da trombada, bem como o tempo de reação do condutor.

6 – Condições do asfalto

De maneira geral, as vias brasileiras certamente não figuram entre as mais bem cuidadas do planeta quando o assunto é qualidade do asfalto.

Ciente disso, a perícia de trânsito lança um olhar especial para o chão, com o objetivo de procurar diferenças no asfalto, mudanças no pavimento e outros tipos de alteração que – não necessariamente se constituem em ‘falhas’ do asfalto, tais como lombadas, depressões e tartarugas.

7 – Condições climáticas

Além de alagamentos das vias e outras ‘tragédias’ com as quais cidades como São Paulo convive cotidianamente durante temporais, dias de chuva intensa também são responsáveis por aumentar de maneira signficiativa o risco de acidentes de automóveis.

Por esse motivo, o perito dá atenção especial para a condição climática no momento do acidente em busca de relações causais. O trabalho da perícia de trânsito é, no entanto, dificultado por cenários de chuvas torrenciais – pois estas acabam eliminando evidências importantes do choque.

8 – Lesões corporais aparentes

Além de carro, pista e clima, é papel da perícia de trânsito verificar as lesões corporais aparentes no corpo do condutor a fim de incluir a descrição dos ferimentos e sua possível ligação com o contexto em que a colisão se deu.

Apontamentos como marcas do cinto de segurança no tronco, hematomas e cortes são parte do relatório do perito.

blog.cleberoperito.com.br

Se você tem razão, a perícia de trânsito mostrará ao juiz

Estamos no século XXI, era na qual o trabalho da perícia de trânsito conta com uma série de auxílios tecnológicos para reconstituir o cenário do acidente de forma extremamente completa.

Diante disso, caso você esteja razão em um acidente – fique tranquilo. Não bata boca. Busque um perito de qualidade comprovada e ele levantará provas concretas para que você possa ser devidamente ressarcido.

Não hesite em buscar seus direitos, mas faça de maneira inteligente. Os profissionais estão aí pra isso!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende